O sonho do arco-íris e o persistente cheiro de sangue humano

Às vezes perguntam-me o segredo de escrever bem - como se existisse algum segredo nisso, e como se escrever fosse algo mensurável - e eu respondo com o sábio conselho da minha orientadora de Mestrado e professora Léa Masina: ler e decorar um poema em jejum, assim que acordar. Por alguns anos consegui fazer essa … Continue lendo O sonho do arco-íris e o persistente cheiro de sangue humano

Anúncios

Texto publicado no jornal Zero Hora (01/07/2017): “A arte de viver no vulcão”

Ontem saiu no jornal Zero Hora um artigo que escrevi sobre os espíritos que moram no fundo dos vulcões, sobre a Margaret Atwood e o texto empolgado que ela escreveu com dicas de como os artistas deviam se comportar sob a égide de Trump, e terminei com Ezra Pound e a função da literatura, tudo … Continue lendo Texto publicado no jornal Zero Hora (01/07/2017): “A arte de viver no vulcão”

Documentário: “The White Stripes – Under Great White Northern Lights”

  Há algum anos, descobri que sou uma criatura que vive fora do tempo. Tudo aquilo que é moda ou novidade acaba levando um tempo maior para me atingir. A literatura atual, com raras exceções, não me atrai. Devoto-me à leitura dos clássicos como se eles tivessem sido lançados ontem. Meus escritores preferidos atualmente são … Continue lendo Documentário: “The White Stripes – Under Great White Northern Lights”