Livro: “Os livros que devoraram meu pai”, de Afonso Cruz

  Em primeiro lugar – e pode parecer engraçada essa ressalva –, quando comecei a ler, não sabia que estava lendo uma obra infanto-juvenil. Induzido pelo título altamente sugestivo, imaginava uma história em que, sim, livros tinham devorado o pai do protagonista. Tenho o costume de não escolher livros pelo autor, pelo gênero ou pelo … Continue lendo Livro: “Os livros que devoraram meu pai”, de Afonso Cruz

Livro: “O ruído do tempo” (2017), de Julian Barnes

Não me considero seguidor da obra de nenhum escritor. Por alguns anos, acompanhei todos os lançamentos de Neil Gaiman, mas, mesmo ainda gostando do seu estilo e inventividade, nos últimos anos ele não despertou mais tanto o desejo de lê-lo com urgência igual à que experimentava no passado; pode ser deixado para depois, e isso … Continue lendo Livro: “O ruído do tempo” (2017), de Julian Barnes