Capas de livros também são obras de arte. Quem nunca comprou um livro pela capa que jogue a primeira pedra.

Recebo muitas capas instigantes de livros. As pessoas sabem que gosto de um livro bem feito, não só no conteúdo quanto na forma, e o cartão de apresentação de um livro é a sua capa.

Por esse motivo, resolvi criar uma seção aqui no blog que contemple as capas de livros que acho mais bonitas e estimulantes. É uma maneira de organizar o vasto material que possuo sobre esse assunto, e compartilhar um pouco de beleza e de literatura.

Sei que existem outros blogs que tratam do assunto – o Samir Machado de Machado tem o “Sobrecapas” (link http://sobrecapas.blogspot.com/, que inclusive analisa a arte e design, questões para as quais me falta conhecimento) – e, por esse motivo, me deterei em dois aspectos completamente arbitrários e escolhidos de acordo com o meu (questionável) gosto pessoal: capas de livros que gostaria de ver na minha casa, e obras cuja qualidade literária eu aconselharia de olhos fechados.

Começarei com um livro que me é muito caro: “Os sofrimentos do jovem Werther”, do Goethe. Recordo que, no início do milênio, escrevi um ensaio na UFRGS sobre esse livro, em que defendi a ideia de que o Werther, na realidade, seria um homem atormentado pela própria homossexualidade, enviando cartas lancinantes para o amigo por quem estava apaixonado, e que a Carlota seria uma criatura imaginária, uma sublimação do seu desejo sexual pelo outro. A professora Eneida Menna Barreto devolveu o trabalho de todos os colegas, menos o meu. Passados quinze dias, ela me chamou e entregou o ensaio, dizendo que tinha ido se aconselhar com outras colegas professoras, pois ficou perdida sobre qual nota me dar. Ao mesmo tempo em que ficou horrorizada com o quão errado eu estava na minha interpretação, que ia contra toda a História da Literatura e contra teóricos renomados, ela me disse “mas está tão bem escrito e argumentado que acaba convencendo a gente!” A professora me deu nota máxima, mas essa é a prova viva de que não existe nenhuma obra literária que tenha a sua interpretação consumada, estamos sempre revendo os livros e achando novos significados dentro deles.

Quem ainda não leu “Os sofrimentos do jovem Werther”, eu aconselho muito. Em primeiro lugar, é um livro rápido, que nem vemos passar, de tão empolgante e vibrante. Em segundo lugar… bom, o livro deu origem ao Romantismo na literatura, o que não é pouca coisa. Em terceiro lugar, vale por toda a mística associada à obra: os leitores jovens ficaram tão empolgados que se vestiam como o Werther e saíam pelas cidades com suspiros lânguidos e falando de amor (um bocado desses jovens também se matou por amores não-correspondidos, o que obviamente não aconselho, mas colocou “Os sofrimentos…” na condição inglória de ser um livro que “estimulava suicídios”). Em quarto lugar, é uma narrativa epistolar, algo em completo desuso desde o advento do e-mail e Whatsapp, e o Goethe deu um “jeitinho alemão” no final – sim, se o Werther se mata de amor, como é que a história continua? A-ha! Leiam e descobrirão. Baita sacanagem, senhor Goethe. Em quinto lugar, é uma bela história de amor e, como eu disse nesse famigerado ensaio, não é fácil escrever histórias de amor sem adentrar no clichê – e Goethe consegue ficar fora dele. Ou melhor, usa o clichê não como pedra para sufocar o livro, mas como alavanca para impulsioná-lo. Muito bem, senhor Goethe.

Quanto a essa capa, não sei por qual editora saiu e nem quem foi a designer (se souberem me falem, que retifico a postagem). Se não saiu ainda, fica a dica. Vi no Instagram de uma amiga e me apaixonei por ela. A capa é enxuta, elegante e diz tudo o que o livro representa, além de ser sanguinolenta o suficiente para chamar a atenção – afinal, o amor não tem algo de visceral, de sangrento?

 

Anúncios

Um comentário em “Capas de livros que são obras de arte: “Os sofrimentos do jovem Werther”, de Johann Wolfgang von Goethe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s