Obras Inquietas – 57. “Retrato de Família” (1954), Dorothea Tanning

Nessa semana, no "Obras Inquietas", eu falei sobre um quadro da pintora surrealista Dorothea Tanning, "Retrato de Família". Dorothea é mais conhecida pelos seus trabalhos literários, que são muito elogiados, mas não se pode esquecer a sua importância para a pintura, arte na qual se destacou desde a adolescência. Na época em que fez esse … Continue lendo Obras Inquietas – 57. “Retrato de Família” (1954), Dorothea Tanning

Anúncios

Mari Roldán Cañete – arte que vale dinheiro

Uma das funções do blog também é espalhar as boas ideias que andam à solta pelo mundo e, assim, louvar a criatividade, item que está cada vez em mais falta no mercado. Recebi um link repleto de informações sobre essa artista espanhola, Mari Roldán Cañete, que desenha imagens clássicas da pintura em notas de euro. … Continue lendo Mari Roldán Cañete – arte que vale dinheiro

Obras Inquietas – 56. “Madalena Arrependida” (1453), Donatello

Nessa semana, na minha coluna no "Obras Inquietas", tratei da estátua que Giorgio Vasari disse em "Vida dos Artistas" que era mais perfeita já feita. Em "Madalena Arrependida", Donatello usou madeira e gesso para fazer a imagem de uma Maria Madalena muito diferente da que estamos acostumados a ver: ao invés de uma mulher sensual … Continue lendo Obras Inquietas – 56. “Madalena Arrependida” (1453), Donatello

OBRAS INQUIETAS – 55. “Subúrbios de uma Cidade Paranoica Crítica” (1936), Salvador Dalí

Nessa semana, na minha coluna no Artrianon (www.artrianon.com), eu tratei de um quadro do Salvador Dalí, "Subúrbios de uma Cidade Paranoica Crítica" (1936). Um quadro cuja multiplicidade de imagens esconde uma série de símbolos e pensamentos. Além das óbvias referências às pinturas de Georgio de Chirico, na época Dalí também tinha lido os trabalhos de … Continue lendo OBRAS INQUIETAS – 55. “Subúrbios de uma Cidade Paranoica Crítica” (1936), Salvador Dalí