Obras Inquietas – 36. “As tentações de Santo Antônio” (1646), Salvator Rosa

Quem me conhece sabe bem da minha admiração pelas inúmeras versões de "As tentações de Santo Antônio" que foram pintadas no decorrer da História da Arte. É um tema que fascinou - ou, melhor dizendo, inquietou - vários artistas, e é algo bem legal de ver o quanto o mesmo assunto recebeu visões diferentes, algumas … Continue lendo Obras Inquietas – 36. “As tentações de Santo Antônio” (1646), Salvator Rosa

Anúncios

Obras Inquietas – 35. “Uma família de san-culottes descansa depois das fadigas do dia” (1792), James Gillray

A minha proposta no "Obras Inquietas", a coluna que assino no Artrianon, sempre foi mostrar obras de arte que, de alguma forma, me transmitiam inquietação e perplexidade. No entanto, tal inquietação se dá em muitos níveis, tanto em mim como es. Nunca estabeleci critérios, e até acho errado estabelecer classes e distinções, pois as obras … Continue lendo Obras Inquietas – 35. “Uma família de san-culottes descansa depois das fadigas do dia” (1792), James Gillray

Obras Inquietas – 34. “Ivan o Terrível e seu filho Ivan no dia 16 de novembro de 1581” (1885), Ilya Repin

Entre os vários motivos pelos quais escolhi esse quadro do pintor russo Ilya Repin, "Ivan o Terrível e seu filho Ivan no dia 16 de novembro de 1581",  para tratar no "Obras Inquietas", está o fato dele já ter sofrido três atentados. Em todos o objetivo era o mesmo: o olhar aterrador e insano de … Continue lendo Obras Inquietas – 34. “Ivan o Terrível e seu filho Ivan no dia 16 de novembro de 1581” (1885), Ilya Repin

Obras Inquietas – 33. “Stanczyk” (1862), de Jan Matejko

Na minha coluna dessa semana no "Obras Inquietas", eu falei sobre "Stanczyk", quadro pintado em 1862 pelo pintor polonês Jan Matejko. Stanczyk foi um personagem famoso na História polonesa, apesar de existirem muitas dúvidas se ele sequer existiu. Teria sido um bobo da corte instruído, irônico e sagaz, que serviu a três reis: Alexander, Sigismundo … Continue lendo Obras Inquietas – 33. “Stanczyk” (1862), de Jan Matejko

Miguel Ángel Astúrias e a América Latina em carne e seiva

Ontem completamos 43 anos sem Miguel Ángel Asturias, um dos escritores que melhor soube cantar as belezas da América Latina. Fiz uma postagem no Facebook comentando o fato, e várias pessoas pediram-me para falar um pouco mais sobre esse escritor guatemalteco, então resolvi escrever algo um pouco mais dilatado aqui no blog. Nós, brasileiros, conhecemos … Continue lendo Miguel Ángel Astúrias e a América Latina em carne e seiva

Obras Inquietas – 32. “Salão de bar” (1940), Edward le Bas

Sempre me fascinaram os quadros que parecem não dizer nada, ou estarem retratando uma cena do cotidiano, mas que escondem muitos segredos sob uma superfície simples. No caso desse "Salão de bar", de Edward le Bas, sobre o qual escrevi no "Obras Inquietas", uma cena aparentemente corriqueira - uma mulher sozinha em um bar - … Continue lendo Obras Inquietas – 32. “Salão de bar” (1940), Edward le Bas

Obras Inquietas – 31. “O último homem” (1849), John Martin

Há algum tempo eu desejava escrever sobre John Martin, pintor romântico inglês especializado em retratar a pequenez humana diante da imensidão das situações e dos cenários. Os quadros deles sempre me suscitaram inquietação e temor, em especial pela sua capacidade de mostrar a nossa solidão diante desse mundo, vasto mundo. Para o "Obras Inquietas" no … Continue lendo Obras Inquietas – 31. “O último homem” (1849), John Martin