Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (24/11/2015): “Os livros que eu gostaria de ler no meio de um jantar enfadonho”

Nos últimos tempos, na minha vida, parece que as reuniões enfadonhas se tornaram norma - assim como as palestras e bate papos chatos. Raras são as pessoas que me dão prazer genuíno de encontrar para conversar. O mundo se tornou um grande Grenal, ou Fla-Flu, em que ignorantes destilam opiniões à esmo sem sequer saber … Continue lendo Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (24/11/2015): “Os livros que eu gostaria de ler no meio de um jantar enfadonho”

Anúncios

Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (17/11/2015): “Não faça vôos imaginários, a não ser que seja imprescindível”

Algum dia, eu descreverei - com a maior riqueza de detalhes possível - a forma com que um texto inicia na minha cabeça e chega até a nossa realidade. Pois, quando escrevi "Não faça vôos imaginários, a não ser que seja imprescindível", o meu objetivo inicial era falar de Dostoiévski, de "Crime e castigo", de … Continue lendo Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (17/11/2015): “Não faça vôos imaginários, a não ser que seja imprescindível”

Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (10/11/2015): “Sobre ideias – e demônios – que andam no ar”

Em épocas normais, não me divirto muito escrevendo: é algo que causa mais preocupações do que alegria. Por isso, é muito estranho que tenha feito este texto, "Sobre ideias - e demônios - que andam no ar", e me divertido horrores enquanto o escrevia. Provavelmente por causa de São Macário, cuja vida insólita tem momentos … Continue lendo Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (10/11/2015): “Sobre ideias – e demônios – que andam no ar”

Texto publicado no Literatortura (09/11/2015): “Onde está o público dos eventos culturais?”

Nos últimos tempos, tenho frequentado muitos eventos culturais, e sempre chama a minha atenção a ausência de pessoas neles. Após uma série de reflexões e conversas com outros frequentadores, cheguei a algumas conclusões, que expus no texto abaixo. Algo a se pensar é a quantidade de pessoas que entrou em contato comigo para concordar com … Continue lendo Texto publicado no Literatortura (09/11/2015): “Onde está o público dos eventos culturais?”

Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (03/11/2015): “A leitura como experiência lasciva”

No texto que escrevi para o Medium da Dublinense da semana passada, tratei do poder quase letal das leituras efetuadas em conjunto. Andei relendo trechos da "Odisseia" de Homero e da "Divina Comédia" de Dante por causa de alguns eventos em que falei nos últimos tempos, e impressionei-me com a história de Paolo e Francesca, … Continue lendo Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (03/11/2015): “A leitura como experiência lasciva”

Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (27/10/2015): “Os livros que nunca leremos”

Na minha coluna da semana passada no Medium da Dublinense, escrevi sobre um assunto que me fascina: os livros que não existem. Aqueles que acreditamos que são fidedignos ao original, mas não passam de acúmulos de detritos narrativos e de sonhos de escritores anônimos. Citei Homero, "O Livro das Mil e Uma Noites" e Shakespeare, … Continue lendo Texto publicado na revista eletrônica da Dublinense (27/10/2015): “Os livros que nunca leremos”