“O segredo é não piscar”, texto publicado no jornal Correio do Povo, 24/05/2014

O "Caderno de Sábado" do jornal Correio do Povo estava fazendo um especial sobre detetives. Eu colaborei com um texto sobre Auguste Dupin, o detetive criado por Edgar Allan Poe e que praticamente inventou o gênero policial. Foi um grande prazer voltar a ler Poe depois de muitos anos. Auguste Dupin sempre foi um dos … Continue lendo “O segredo é não piscar”, texto publicado no jornal Correio do Povo, 24/05/2014

Anúncios

As palavras cansadas

"Cansei de falar e de avisar ele, doutor. Sabe como é, as palavras também se cansam." Não, eu não sei como é. A cliente vai embora e me deixa com este problema: palavras se rendem ao desespero? Elas desistem de ter sentido e se tornam uma massa amorfa de sons ou sinais? Palavras cansam de ter … Continue lendo As palavras cansadas

“O leitor não tem direitos”, texto publicado no Literatortura em 23/06/2014

Tenho uma coluna no site do Literatortura (www.literatortura.com) e este texto foi originalmente publicado lá:   O leitor não tem direitos Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, é muito fácil me irritar. Existe uma lista de assuntos que escondo cautelosamente, capazes de me transformar no mais irascível e rabugento dos seres humanos. … Continue lendo “O leitor não tem direitos”, texto publicado no Literatortura em 23/06/2014

Amar os besouros, e não somente a rosa

  Estou lendo um livro interessantíssimo, chamado "A malícia de Heródoto", do Plutarco, tradução de Maria Aparecida de Oliveira Silva (vou colocar o link: http://www.edusp.com.br/detlivro.asp?ID=413667). Não entrarei em detalhes para não causar sono, mas Plutarco leu a "História" do Heródoto e, indignado com algumas decisões do "Pai da História", resolveu escrever uma resposta, mostrando todas as … Continue lendo Amar os besouros, e não somente a rosa