Memento mori (2)

Depois que morrem, algumas pessoas são enterradas. Outras continuam vivendo em caixões formados por roupas, em casas marcadas com o símbolo da escuridão, em dor tão imensa que o toque do sol representa uma carícia intolerável.

Não gosto de velórios. Quem vai, diz que devemos nos lembrar da morte e homenagear os que foram ao seu encontro. Para mim, a Morte caminha entre os convivas, anotando nomes que esqueceu, fazendo desenhos de lápides imaginárias no seu caderno de notas.

Os estoicos dizem que viver é se acostumar com a morte, é tê-la sempre em mente, é saber que cada segundo pode ser o derradeiro. Memento mori, aí está a chave para uma vida feliz. Mas, e a Morte, será que ela se acostuma conosco?

Vejo esta foto, da mulher sequestrada pelo luto. A Morte andará ao seu lado a partir deste momento; a mulher ceará com ela, dormirá com o seu espectro incômodo, dividirá cada mínimo fato da sua existência com a companheira silenciosa da recordação do morto. A sociedade esquecerá o seu rosto, as curvas do seu corpo, enquanto o abismo de pano a cerca e se serve das suas carnes tenras como se fosse um verme cheio de gula. Até o dia em que a Morte ficar enfastiada e levá-la para o outro lado, para brincar nas paragens ermas.

Lembremos da Morte. A roupa negra talvez esconda o rosto e o corpo de quem se recorda dela todo dia, mas não é garantia de vida eterna. Neste exato instante, em algum velório, a Velha Senhora caminha, escutando trechos de conversas, lembrando nomes e rostos que já não recordava, preenchendo com paciência o seu bloco.

Um dia, seu nome estará nele.

ppp

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Estoicismo, Filosofia, Luto, Memento mori, Morte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s